46 HQ – CONCURSO DE MANGÁ AINDA ABERTO

46hqimagem01
Ilustração: Mangá Rosári Vampire.

Até o dia 10 de outubro, interessados podem enviar obras para , o 7º Concurso Literário do Bunkyo – Categoria Mangá, promovido  pela Comissão de Atividades Literárias. Nesta edição o tema é  livre. Cada autor poderá inscrever uma única história de texto estilo Mangá, em língua portuguesa ou em língua japonesa. A história deve ter obrigatoriamente um título e um mínimo de dez páginas (máximo 50), já com arte finalizada.

Também são aceitas obras criadas por grupos e há na ficha campo específico para inscrição.

Os interessados deverão encaminhar o formulário preenchido juntamente com sua obra física (não será aceito envio eletrônico) e caso desejem receber o material de volta ao final do concurso devem se manifestar no campo específico.

– baixe aqui o regulamento completo
– formulário de inscrição

ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA
BUNKYO – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social
Comissão de Atividades Literárias – Mangá
Rua São Joaquim, 381 – Liberdade – 01508-900 – São Paulo – SP
Informações: (11) 3208-1755

A última edição do evento premiou Audrey Phei Chi Chuang, Diego de Oliveira Castro e Lucas dos Santos Martins, respectivamente. O resultado da seleção 2016 será divulgado no dia 5 de novembro no site www.bunkyo.org.br

Advertisements

33 POP | MAIS UM COLABORATIVO DO LOBO LIMÃO

batsuman_ad2Até  15/07,  o Estúdio LoboLimão quer arrecadar R$ 10 mil pelo site Catarse para financiar seu novo projeto colaborativo. Dessa vez,  é para produzir  a HQ Batsuman – Ano Um (e dois também).    O personagem,  criado pelos artistas Yoshi Itice e Kendy Saito há mais ou menos 10 anos, é uma espécie de “Batman errado”. Em japonês, “batsu”, representado pelo X, significa errado, ou seja, o Batsuman é, literalmente, um Batman errado.

O LoboLimão já  financiou dois projetos colaborativos,   o MAKI e o Last RPG Fantasy (que recebeu o troféuAngelo Agostini como Melhor Publicação Indepentende de 2012). Do total do financiamento do novo projeto,  67% será destinado para a impressão de MIL exemplares com 64 páginas COLORIDAS; 13% ficam com o Catarse e o Moip; e os 20% restantes vão pagar quase todo o frete e recompensas da campanha. Veja a página do projeto no Catarse. Para ver as tirinhas do Batsuman, clique aqui.

NOTÍCIA | PERSONAGENS DE ANIME SÃO TEMA DE MOSTRA

Namisuke.

Personagens de histórias em quadrinhos e desenhos animados, como Ultraman, Astro Boy, Hello Kitty e Pokémon (Pikachu) estão sendo prestigiados na exposição JAPAN: Kingdom of Characters (Japão: O Reino dos Personagens), que acontece de 7 a 25 de junho,  no Sesc Carmo (Sé), em São Paulo. A mostra, apoiada pela Fundação Japão, examina as circunstâncias culturais e históricas por trás da afeição do povo japonês pelos personagens de mangá e animê, e tece caminhos acerca do futuro dos personagens no Japão contemporâneo.  A mostra será vista em seis capitais brasileiras: Curitiba, Recife, Manaus, Belém, Brasília e Rio de Janeiro.

O que seriam personagens? Por que um certo personagem é criado e qual motivo o torna popular? Os personagens são apresentados em forma de  painéis, vídeos e bonecos. “A existência de produtos com esses personagens é ainda mais significativa. Juntamente com itens comuns como bichinhos de pelúcia e artigos de papelaria, esses produtos englobam uma enorme e variada gama de itens, desde acessórios de moda e artigos de uso diário a anúncios e serviços. Ao longo de cada período, a extensão e a variedade desses itens aumentaram de modo a abranger todas as facetas da vida dos japoneses. Outro aspecto importante é a mudança dos perfis de consumo: de crianças para adultos, de uso familiar para pessoal, de entretenimento para suprimento de necessidades psicológicas.”, afirma Hiroyuki Aihara, presidente da Character Research Institute Co. Ltd, no folder do evento.

A exposição  já passou por vários países como Itália, Taiwan, Hungria, França, Austrália, Espanha, Inglaterra, Malásia, Turquia, que está dividida em quatro partes, apresenta ambientes onde o visitante terá a oportunidade de conhecer e recordar personagens que emergiram ao longo de cada década,  ícones  até os dias de hoje, e apontam vias para compreender as mudanças na sociedade japonesa que  proporcionaram e as possibilidades conceptivas de design de produtos lançados a partir deles.

Outra exposição, No Reino dos Tamagotchis, que acontece de  6 a 28 de junho, resgata alguns mini games da década de 1990. Várias atividades – criação de narrativas, criação de adereços para cosplay,  kirigami – estão programadas para animar essas exposições. Veja a agenda completa aqui.

Serviços

Exposição JAPAN: Kingdom of Characters

7 a 25 de junho de 2013

segunda a sexta, das 9h às 19h30

sábados, das 10h às 16h

Onde: Área de Convivência e Auditório – Sesc Carmo – Rua do Carmo, 147 – Centro – São Paulo – SP (Próximo à Estação Sé do Metrô) – Tel: (11)  3111-7000

 

NOTÍCIA | ABRE CONCURSO INTERNACIONAL DE MANGÁ

Cartaz do 7o. Prêmio Internacional de Mangá. Divulgação.
Cartaz do 7o. Prêmio Internacional de Mangá.( Divulgação.)

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão abriu inscrições para o 7º Prêmio Internacional de Mangá.  Haverá prêmios em dinheiro e a Fundação Japão levará os vencedores dos melhores trabalhos para a cerimônia de premiação, no Japão, em janeiro de 2014.

Os trabalhos de mangá (24 páginas ou mais) devem ser produzidos fora do Japão. Podem concorrer tanto  trabalhos publicados como os não-publicados, a não ser os  já apresentados nas premiações passadas.  Os trabalhos devem ser chegar até 31 de maio ao Japão.

Veja mais informações do regulamento aqui e informação do 1º ao 6º Prêmio Internacional de Mangá aqui.  Endereços da Embaixada do Japão e consulados aqui.

Mais informações na Embaixada do Japão no Brasil, pelo telefone (61) 3442-4200 (ramal 252) ou diretamente pelo endereço : SES Av. das Nações Qd. 811 lote 39 – 70.425-900 Brasília-DF, com  Maurício Martinho.

 

 

NOTÍCIA | CULTURA JAPONESA EM REDE DE EDUCAÇÃO

21noticiaimagem17Nessa semana, a TV Paulo Freire, um circuito de TV da rede de ensino estadual do Paraná exibe dois programas sobre a  cultura japonesa, no programa Desfolhando. Os dois programas vão ao ar nos dias 24 e 26 de abril. No primeiro episódio, o professor e quadrinista Fulvio Pacheco conta a história e as características do mangá, histórias em quadrinhos em estilo japonês.

O programa será entremeado por leituras de trechos de Buda, de Osamu Tezuka, um clássico do mangá. A leitura será feita pela professora de mangá Fernanda Fujiwara. Além da leitura, a professora de desenho Fernanda Lissa ensinará alguns traços do característico desenho japonês.

No segundo programa exibirá entrevista com o escritor maringaense  Oscar Nakasato, autor do livro Nihonjin, que ganhou o prêmio Jabuti, em 2012. O romance conta a história de um japonês que veio trabalhar nas fazendas de café, em São Paulo. A narrativa trata da imigração japonesa iniciada no início do século 20.

O programa Desfolhando é produzido pela TV Paulo Freire, e em cada episódio um gênero literário é abordado de forma pedagógica, como forma de incentivar a literatura aos alunos da rede estadual de educação.

Desfolhando
Quarta-feira (24/4) manhã – 08h 25min/tarde – 13h 25min
Sexta-feira (26/04) manhã – 09h 15min/ tarde – 14h 15min

O programa estará disponível na internet a partir da quinta-feira (25), aqui. E aqui você pode ouvir uma breve explicação de Fulvio Pacheco sobre a história das HQs.

NOTÍCIA | PR CRIA VIDEO SOBRE MANGÁ

Capa de Lobo Solitário, uma das mais famosas séries de mangá.
Capa de Lobo Solitário, uma das mais famosas séries de mangá.

O setor de multimídia da Secretaria de Educação do Paraná criou um vídeo sobre a história do mangá. O vídeo traz informações sobre a história em quadrinhos japonesa, desde as origens, na cidade de Nara, até o desdobramento na indústria de entretenimento mundial, com o sucesso dos animes – os filmes de animação japonesa que trazem personagens de mangá.

Além de explicar sobre os vários tipos de mangás existentes e citar os mais famosos títulos de anime (Dragon Ball, Naruto, etc.), também presta uma homenagem ao primeiro mangaka (desenhista de mangá) do Brasil, o paulista Claudio Seto, que passou seus últimos anos de vida em Curitiba.

A direção  é de Will Stopinski . O vídeo pode ser visto aqui.  

15 POP | GIBICON RECORDA OS TESOUROS DA GRAFIPAR

A Grafipar, que reuniu desenhistas e escritores em Curitiba, entre 1977 e 1984, foi um marco na história em quadrinhos nacional. A Gibicon, Convenção Internacional de Quadrinhos,  que acontece de 25 a 28 de outubro,  na capital paranaense,  promove uma exposição para recordar esta época.

A exposição, que acontece no Museu da Gravura do Solar do Barão, apresenta revistas da época, reproduções de obras originais de mestres como Claudio Seto, Flavio Colin, Mozart Couto, Julio Shimamoto, Franco de Rosa, Gustavo Machado, Rodval Matias, Watson Portela, Rettamozo, Rogério Dias, Fernando Ikoma, Alice Ruiz, Paulo Leminski, Nelson Padrela, Paulo Nery, Eros Maichrowicz, entre outros.

Editora única no país, só comparável à Edrel, de Minami Keizi, a Grafipar fez história. Publicava títulos 100% nacionais, tendo como temas terror, erotismo, ficção científica, aventura e mangá.  Vendeu milhares de exemplares e influenciou gerações de autores. Um de seus efeitos imediatos foi a criação da Gibiteca de Curitiba.
SETO NA GIBICON
Além de ser lembrado como um dos pioneiros da Grafipar,  Claudio Seto recebe homenagem especial no evento com a exibição do documentário “Claudio Seto, o  Samurai de Curitiba”, de Rober Machado e José Padilha, na sexta (26),  às 19 h, no Paço da Liberdade. E para reconstituir a memória  da Grafipar,  está programado um debate na sexta-feira (26), às 15 horas, no Memorial de Curitiba, com Faruk-el-Khatib, Gonçalo Júnior, Watson Portela, Gustavo Machado e Franco da Rosa.  No sábado, (27),  às 18 h, na Gibiteca, o  pesquisador Gonçalo Jr. lembrará  a personagem “Maria Erótica”, que chegou a ser apreendida pela censura, nos anos de chumbo ), detalhando a pesquisa que fez sobre os quadrinhos no Brasil. E no domingo (28), no mesmo local, às 11 horas,  haverá um bate-papo sobre “A Grafipar e a ditadura”, com Retmozzo, Nelson Padrella, Francos da Rosa e Frauk El-khatib.

Na área de mangá, está programada uma palestra de Sonia Luyten, pioneira no estudo do tema no Brasil,  nesta quinta (25), às ’14 h, no Goethe Institut. E Edson Kohatsu também fala sobre mnagá, no sábado (27), às 14 h, no Solar do Barão. Para quem quiser fazer oficinas, Fulvio Pacheco dará uma oficina para o público infantil, nesta quinta (25), às 14 horas, no Solar do Barão. E Guilher Match (colaborador de MEMAI),  dará oficina para o público infantojuvenil, no sábado (27), a partir das 10 horas.

Veja mais detalhes sobre os locais e programação do evento aqui.