28 KINEMA | PROGRAMAÇÃO DA MOSTRA DE CINEMA NIKKEI

Cena do filme "Haruo Ohara", de Rodrigo Grota.
Cena do filme “Haruo Ohara”, de Rodrigo Grota.

Começa na sexta-feira  (25) da próxima semana  a Mostra de Cinema Nikkei, no Cine Guarani, no Portão Cultural (Avenida República Argentina, 3430 – Curitiba), que tem entrada franca. Serão exibidos filmes dirigidos por cineastas brasileiros que exploram o tema da imigração japonesa ao Brasil e da questão da identidade dos nipo-brasileiros ou ainda, personagens de destaque da comunidade nipo-brasileira. O evento é promovido pelo MEMAI e apoiado pelo Consulado Geral do Japão e Fundação Cultural de Curitiba.

O cineasta londrinense Hikoma Udihara terá uma sessão especial, com filmes produzidos entre 1957 e 1959, registrando desde festas de nipo-brasileiros a cerimônias oficiais. Artistas que conseguiram projeção nacional, como o fotógrafo londrinense Haruo Ohara, o animador Ypê Nakashima, o quadrinista Claudio Seto e a pintora Tomie Ohtake são personagens de filmes; o HQ também tem espaço  : Piconzé, realizado por Ypê Nakashima, e  O Ovo e a Galinha, de Tako-x.  E não poderiam faltar obras que tratam da questão da identidade nikkei, como Ou est Le soleil (Onde está o sol), da francesa  Claire Sophie Dagnan, e Permanência, de Hélio Ishii, ou retratam comunidades consolidadas, como as do bairro da Liberdade, em Gambarê, de José Carlos Lage.
Outra curiosidade da programação é Yami no ichi nichi, de Mario Jun Okuhara, que traz o depoimento de Tokuichi Hidaka, o assassino do Coronel Jinsaku Wakiyama, comandante da Shindo Renmei. O filme ganha relevância porque seu protagonista, Hidaka, de 87 anos, depôs na Comissão Nacional da Verdade, no dia 10, comprovando os casos de tortura e violência aos direitos humanos no Presídio da Ilha de Anchieta, em São Paulo,  para onde foram mandados os “vitoristas” e “derrotistas” envolvidos com organizações ultranacionalistas japonesas.
PROGRAMAÇÃO – Sessões às 20 horas, entrada franca
25, sexta-feira
Curtas Contemporâneos
Retratos de Hideko (10 min.), Olga Futema, 1981 .Chá verde e arroz (10 min.),1988. Haruo Ohara, Rodrigo Grota. (16 min.), 2010, Satori Uso, Rodrigo Grota (17 min.), 2007. O Samurai de Curitiba, Roberval Machado e José Padilha. (20 min.) , 2010. O Gralha, Tako x (20 min), 2002.
26, sábado Memória HIKOMA UDIHARA
Cenas do acervo do cineasta londrinense Hikoma Udihara, preservadas pela Cinemateca Brasileira e restauradas pelo pesquisador Caio Cesaro.
27, domingo
HQ Piconzé, (80 min.)m 1972, Ypê Nakashima  ( 60 min), Hélio Ishii, 2009.
28, segunda
Não há sessão.
29,  terça Nikkei
Gambarê, (52 min.) de José Carlos Lage, 2005. Yami no ichi nichi, ( 80 min) . Mario Jun Okuhara, 2012.
30, quarta Trânsitos
Permanência (60 min). Hélio Ishii, 2006, Ou est Le soleil (52 min). Claire Sophie Dagnan,  2011.
31, quinta Arte
À flor da pele  (52 min), de Bettina Turner, 2002, Tomie Ohtake ( 67 min.), 2003.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s