LITERATURA |Shusaku Endo e o Catolicismo no Japão

por Geraldo José de PaivaSHUSAKUENDOiii

 O romancista Shusaku Endo, detentor dos principais prêmios literários do Japão, entre os quais o Akutagawa, cogitado para o Nobel, tem diversas obras traduzidas para o português: Admirável Idiota, O Silêncio, Mar e Veneno (Civilização Brasileira, 1979), Escândalo (Rocco, 1988) e Rio Profundo.Ganges (Mercuryo, 1995). Embora a leitura das traduções não ofereça grandes obstáculos, há casos em que até o título deixa perplexo o leitor, se comparado com o original. Admirável Idiota, por exemplo, corresponde a Obaka-san. Embora obaka esteja bem traduzido, pergunta-se o leitor de onde vem Admirável. Cheguei a sugerir que um título mais próximo à intenção do autor seria Sr. Cretino, em função do sentido quase teológico da idiotice do personagem.

Não é minha intenção tratar das traduções para o português desse autor, embora um conhecedor do idioma japonês pudesse ter interesse em cotejar as traduções existentes e o original. Meu propósito é apresentar brevemente Shusaku Endo para o leitor brasileiro. E, de modo particular, para o leitor nipobrasileiro.

O que torna Endo interessante para o leitor brasileiro é o fato de ser um escritor católico. Muitas vezes, com efeito, nos perguntamos como se daria o encontro da mentalidade japonesa com a mensagem religiosa cristã. Esse foi o interesse central da obra de Endo que, além dos romances acima citados, escreveu novelas e dramas relacionados com o modo de ser japonês comparado com o modo de ser ocidental.

SHUSAKUENDOIIO ESCRITOR

Shusaku Endo nasceu em Tóquio em 1912 e morreu na mesma cidade em 1996. Foi batizado ainda criança, por insistência da mãe, prestes a morrer. Estudou literatura na Universidade de Keio e literatura francesa na Universidade de Lyon, especializando-se nos escritores católicos Paul Claudel, Julien Green, François Mauriac e Georges Bernanos. Em sua estada na França experimentou na própria carne a quase incompatibilidade do cristianismo/catolicismo europeu com a cultura japonesa. A maior parte de sua obra literária foi dedicada a explorar essa distância cultural e a tentar uma superação do conflito dela resultante. Endo, referindo-se a Graham Greene, sempre deixou claro que não era um escritor católico, voltado para uma literatura apologética ou propagandística da religião. Podemos, novamente com Greene, pensar em Endo como um católico escritor, ocupado com os conceitos e os critérios da boa literatura.

De certo, Endo não é o único escritor católico na literatura recente do Japão. O crítico literário norte-americano Van C.Gessel, da Universidade de Berkeley, Califórnia, destaca, entre uma vintena de escritores católicos, Rinzo Shiina, Toshio Shimao e Shusaku Endo. Característica de Endo é sua visão de Deus, e de Jesus Cristo, como mãe. A essa visão ele chegou paulatinamente. É possível acompanhar a elaboração literária da superação das tensões religioso-culturais de Endo distinguindo, em suas obras, duas fases: a primeira de nítida separação, na qual ele se mantém fiel ao catolicismo ocidental, de cunho paterno, e a segunda, bi-cultural, na qual ele inscreve a experiência católica no molde da cultura japonesa. Essa inserção se dá por via da atitude de amor incondicional, representado pela mãe e traduzida pelo conceito de amae. Por essa razão não se pode, sem mais, identificar o conflito religioso-cultural de Endo com uma forma qualquer de cristianismo. Seu embate era com o catolicismo, e a superação do conflito se deu mediante a figura feminina, tão presente nesse ramo cristão. Maria e as Marias dos evangelhos deram a Endo a chave para entender a Cristo (Iesu no shogai/Vida de Jesus, 1973) e a Deus. O contraste entre pai e mãe, na cultura japonesa, pode ser resumido nos termos de Takao Hagiwara: para a mãe, os filhos são todos bons, porque são filhos; para o pai, filhos são apenas os bons. É a diferença entre o amor incondicional e o amor condicional. Nessa concepção, Deus se aproxima da vertente materna da cultura japonesa, distanciando-se da vertente paterna do entendimento ocidental. Não é aqui o lugar para se discutir se essas vertentes são mutuamente exclusivas ou complementares. É certo que para Endo o amor incondicional de Deus-mãe é o que satisfaz às aspirações religiosas do japonês. Essa ênfase no amor materno encontra correspondência na atitude de amae, enquanto a pessoa se sente em primeiro lugar amada, e só depois amante. Essa seqüência psicológica, afim à seqüência freudiana do amor narcísico e do amor objetal, corporifica o caminho percorrido por Endo em seus conflitos.

Essas considerações, que partiram do problema das traduções mas se encaminharam para a cultura e a religião, podem, talvez, despertar o interesse pela leitura de Shusaku Endo, que a publicação Japan Echo denominou de luz literária católica.

Referência

Paiva,G.J.de (2008). Psicologia cultural da religião: a evolução da percepção do catolicismo em três romances do escritor católico japonês Shusaku Endo. Revista USP, n.79, 183-195

Geraldo José de Paiva é professor titular do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Autor de Introdução à Psicologia Intercultural e de”A Religião dos Cientistas. Escreveu diversos ensaios relativos à obra de Shusaku Endo, apresentados e/ou publicados no Brasil, na Escócia, no Canadá e no Japão.

2 thoughts on “LITERATURA |Shusaku Endo e o Catolicismo no Japão”

  1. Apenas um comentário sobre o título “Admirável Idiota”. Muito provavelmente o livro não tenha sido traduzido diretamente do japonês, mas sim a partir da versão em inglês, que se chama “Wonderful Fool”.

    Agora, o porquê desse título em inglês é difícil imaginar. Talvez o tradutor tenha imaginado que o お (o) de お馬鹿さん (obaka-san) viesse do honorífico 御 (o) que se usa por exemplo em 御姫様 (Ohime, princesa), e que alguns dicionários definem como “honorável”.

    Só uma teoria, no entanto, rs

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s